Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]




É imperativo voltar aos blogs!

por Alexandre Fernandes, em 31.07.21

Já fui muito feliz na blogosfera. Quando comecei a escrever em blogs a partir de 2008, sentia que finalmente tinha encontrado o meu espaço. Atenção que em 2008 eu tinha doze anos. Era viciado na escrita e em blogs.

2021. Voltei novamente, treze anos depois, porque sinto que é aqui que eu pertenço. 

Posso não ser o melhor blogger de sempre, mas se há coisa que tem vindo a crescer comigo é a minha vontade de me expressar, de escrever, de deixar uma marca através da escrita. Ao longo dos anos, também tentei escrever livros, tentei escrever histórias, fiz vários blogs, escrevi muito pela internet fora... Escrevia sobre tudo, sobre mim, sobre as pessoas à minha volta, sobre momentos de felicidade, sobre momentos de tristeza, aflição e outras mágoas... Tanta vez me avisaram que às vezes até escrevia "demais"... Diziam-me que não podia partilhar tudo o que pensava. Calma, eu nunca partilhei tudo o que penso, mas é verdade que aos 25 anos tenho mais filtros do que tinha aos 15 anos. 

Todos passamos por experiências na vida, e principalmente nos últimos cinco anos, têm acontecido tantas coisas boas (e más) que acho que só tenho perdido quando não escrevo sobre elas. 

Há algo mais fascinante do que termos a liberdade de expressão para podermos escrever o que queremos e onde queremos? Não vamos banalizar este privilégio.

É maravilhoso sentarmo-nos numa cadeira, e escrevermos aquilo que bem nos apetece. Pensarmos com a nossa própria escrita, e, se partilharmos na blogosfera, pensarmos coletivamente sobre os assuntos.

Foi em 2008 que os blogs ganharam uma dimensão na internet inimaginável. Na altura, ainda estava no Blogspot, e sentia-me tão bem quando desabafava e opinava, os meus textos eram lidos, comentados e partilhados.

Acho que a minha personalidade tem uma característica muito específica desde a minha pré-adolescência: querer ser lido, seguido, uma necessidade inexplicável de ser compreendido através das palavras.

Ao longo dos anos, as redes sociais tiraram força aos blogs e, consequentemente, à escrita. O Twitter tornou-se num micro-blog e isso só trouxe problemas, porque quando escrevemos com uma limitação tão grande, somos facilmente mal-interpretados e não temos "caracteres" suficientes para podermos explicar aquilo que realmente pensamos e sentimos. O Instagram tirou-nos a espontaneidade. Decidimos que podemos expressar-nos de igual forma, com um texto mega-limitado e artificial a acompanhar com fotografias que tantas vezes não representam a realidade.

A escrita faz parte de mim, e fará sempre daquilo que sou. Por isso, bem vindos ao meu mundo. E que a blogosfera volte a ser moda! Voltem a escrever em blogs, convidem os vossos amigos, criem novos blogs, express yourself! 

publicado às 19:05


4 comentários

Imagem de perfil

De One a 10.08.2021 às 16:51

Para alguém que também já começou blogs algumas vezes e parou e agora está determinado a continuar, este texto é muito motivador e muito verdadeiro. Os blogs são um mundo sensacional, existem blogs para todos os gostos, e comparando com as outras redes sociais, têm uma função completamente diferente, pois permitem expressar sem limites, com texto e imagem, com calma e criatividade, com sentimento. Força e obrigado
Sem imagem de perfil

De M. a 29.08.2021 às 12:25

Ter um blog implica continuar a escrever e manter ativa a escrita. No entanto, fazer uma pausa (nem que seja longa) também é bom para reflectir e pensar no que vamos escrever uns anos mais tarde.
Eu já tive também muitos blogs. Confesso que foram imensos, que até já perdi a conta aos que fui criando ao longo do tempo. Sempre com temas diferentes. Confesso que nunca encontrei o meu rumo certo, pensava que ia ficar pelo caminho. E fiquei muitas vezes. Fiz longas pausas, fui eliminado os blogs que fui deixando para trás, porque não gostava do que escrevia, e pensei novamente se voltaria a escrever ou publicamente ou em privado. Pensei voltar a escrever, pois não consigo ficar um tempo sem escrever, nem que fosse um blog aberto ao mundo. E assim voltei!

Atualmente o meu blog é um misto de receitas, cozinha e comida, e um diário quase-pessoal de outros assuntos mais "off-topic". E sinto-me bem, pois quando comecei a cozinhar e a fazer as minhas próprias receitas foi mesmo aos 30 anos. Não há idade limite para aprender algo novo. E assim criei este meu novo blog.

Já agora, sê muito bem-vindo de volta!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 13.09.2021 às 22:26

mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm। M mmmmmmmmmmmmmmmmmmmmmm m mmmmmmmmmmmmmmmmm

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D